Idas e Vindas – Xadrez

1º Capítulo – Xadrez

Idas_Vindas

O que dói mais? Perder ou deixar-se perder?

Assim começa a minha história. Mais antes de tudo é necessário que conheçam as peças desse xadrez. Para isso vamos voltar 11 anos atrás quando eu me vi perdidamente apaixonada pelo meu primeiro, único e último amor.
Eu tinha apenas 13 anos; parece à idade X, quando as coisas começam a acontecer. Estava cursando a 6ª série do ensino fundamental e já sentia algo estranho por uma amiga de infância, mas esse algo estranho, até então pra mim, era só “um sentimento de amizade”.
Ela era dois anos mais velha que eu. Morena, cabelos negros lisos, olhos que até hoje me hipnotizam, são lindos, 1,65cm de altura, na medida certa, nem a mais nem a menos, simplesmente Perfeita! Pra mim era e sempre será linda, costumava arrasar corações e eu sua amiga fiel pra todas as horas a ajudava como um cupido em suas aventuras amorosas.
Até então, pra mim, não havia confusão: ela era simplesmente minha amiga de infância. Com quem dividi travessuras, por quem eu tinha um lindo sentimento de amizade, a quem eu queria muito bem e só. Pelo menos, era isso que eu pensava.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s