Julieta Capuleto x Giulietta Tolomei – PARTE 28

— Ai… Que tapa de amor delicioso! Assim eu fico louca por você…
— Su disgraziata! Eu pensei que eu era a sua primeira…
— Perdonami amore… Per favore, é que sou muito cachorra mesmo.
— O que?
— Quero dizer… É que eu sou muito inconveniente mesmo, castigue Vossa Majestade, sou tua serva do amor…
— Ai que bonitinho isso… Você se ajoelhando, ajoelhe mais… Se encurve mais pra sua rainha.
— Que belas pernas essa rainha tem… Posso ser atrevida?
— Em?
— Em abusar delas… Tocá-las…
— Atrevimento concebido!

Até nas brincadeiras nossas, era recíproco, eu olhava pras pernas dela, e percebia como Julieta me admirava por ver que eu a amo ardentemente mesmo. Podia sentir a intensidade do meu amor por ela, assim como eu podia sentir o dela, as pessoas hoje em dia esqueceram dessa reciprocidade, somos amantes uma da outra, e o nosso sexo? Ah… Eu não posso chamar isso de sexo, eu chamaria isso de… Ritual de amor!

Ritual de amor, vai além do sexo, pois se encarrega de dar o prazer… E o amor pelo que vem da alma em conexão com a mente. É algo que poucos têm, e poucos sabem que têm… Essa é a conexão mais poderosa que existe entre duas pessoas.

— Amorzinho… Eu não sei mais o que fazer quanto ao meu pedido de noivado…
— Amore, fuja! Fuja comigo!
— Esquecemos que somos famosas? E que todos os continentes, conhecem nossos rostos?
— Ai que droga! (Risos)

Deitei ao colo dela e ficou me dando carinho, estando deitada na cama e por segurança de porta fechada… (Risos). Afinal estávamos nuas!

— Durma hoje comigo meu amor! Saía de meu leito só pelo amanhecer do sol! Aproveites e leias meus rabiscos, estão ali naquela gaveta.

Levantei e fui até lá…

— Nossa que linda hein… Fiu fiu! (Risos)

Dei uma piscadela… E respondi.

— Sou gostosa né?
— Convencida mais linda! (Risos)

“O que há de errado se uma mulher disser que não quer um Romeu, mas sim uma Julieta? Ou uma mulher disser que não quer ser salva por um príncipe encantado, mas sim que quer salvar a donzela?”

“O amor só fico belo, quando acreditamos nele, enquanto ninguém mais acredita”.

— Amor, que lindas palavras, vem cá no meu colo, pra eu te parabenizar.
— Se eu sentar no teu colo, eu irei ficar excitada…
— Que fique… Mas quero no momento te apreciar meu amor…

Ela sentou no meu colo e eu a enchi de beijos… E dei meu sorriso galanteador irresistível pra ela.

— Você usa esse sorriso gostoso teu, pra conquistar as virgens é? (Risos entre nós)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.