Julieta Capuleto x Giulietta Tolomei – PENÚLTIMA PARTE ( 33)

Fui ao jato e peguei a minha bolsa de armas, e fui para o estábulo selar um dos meus puro sangue inglês, e ninguém havia reparado minha fúria, pois fui meramente calculista a tudo.

Eu fui até a praia de Verona, aonde me disseram que fora o assassinato, eu estava a usar um chapéu, um cigarro entre meus lábios, o corpo de meu primo permaneceu ali, pois eu sabia que os Capuletos subornaram a polícia de Verona, pra que eu visse a humilhação…

Havia diversos tiros em seu corpo, eu o abracei firme e chorando, gritando naquelas areias silenciosas, parecia que eu estava num deserto… E só ouvia o barulho do mar.

Quando ouço barulho de alguém se aproximar.

— Você veio… Eu sabia que viria! Su disgraziata…

Eu fui me levantando devagar, pra encará-lo. E respirei fundo pra não atirar nele e acabar logo com aquilo, pois quando olhei pra ele, lembrei de Julieta…

— Senhor Capuleto, como podeis ter feito isso ao meu primo? Só tens ódio no seu coração…

— Não! Ele desonrou a minha família, a minha prima!

— Conheces o amor? Eu amo o seu sobrenome agora… Por favor, não faça mais guerra! Dê amor! Abrace-me e confinemos a paz!

— NÃO! EU QUERO QUE VOCÊ DUELE COMIGO! Quero que me desafie agora!

— Não irei fazer… Por mais que mereças… Pois eu amo, a Julieta Capuleto! AMO OS CAPULETO!

Eu estava chorando de raiva… Quando o meu Comandante apareceu de surpresa na praia, e fez com que ia atirar nele, e eu rapidamente entrei na frente do primo de Julieta, e o tiro pegou no meu peito direito… Caí feito pedra ao chão. Eu não pensei duas vezes… Para salvá-lo.

— GIULIETTA!!!!!!! NÃOOOOOOOOOOO!

Eu via tudo embaçado… Minha visão estava a escurecer, teria eu partido para o outro lado da vida? Pois eu ainda conseguia ouvir lentamente as batidas do meu coração, e sentia ir parando aos poucos… O que será de minha amada agora? Ao saber dessa terrível notícia… Será que eu morri pra demonstrar o meu amor por uma Capuleto ao mundo, e agora imortalizar a nossa história de amor?

— GIULIETTA NÃO FECHA OS OLHOS! SUA ESTÚPIDA POR QUE ENTROU NA FRENTE DO SEU INIMIGO????!

Eu conseguia enxergar a expressão de susto do Giuseppe Capuleto ao ver o que eu tinha feito, ele saiu correndo dali. E ouvi-o dizer.

— Vou chamar a ambulância! NÃO DEMORAREI!

— Giulietta! Giulietta! Responda! Consegue me ouvir?

Eu balancei a cabeça afirmando que sim, e ele pedia pra não fechar os olhos, até que não aguentei… E descansei…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.