Idas e Vindas – Realidade

Idas_Vindas

Capítulo 24º – Realidade

Fiquei pensando no que tinha feito durante o resto da tarde, em como tinha agido, temia que tivesse acontecido algo entre nós e eu não lembrasse, me mataria se tal fato acontecesse, porque sabia que se isso tivesse acontecido ela não me perdoaria nunca.

À noite eu estava novamente tentando entreter meus pensamentos, que naquele dia estavam mais perturbados do que nunca, com uma leitura cheia de aventuras quando ela novamente aparece no portão.

Meu coração disparou, minhas mãos gelavam suor, tremor. Enfim chegará à hora da verdade. Meu maior medo era que ela tivesse ficado com raiva com minha atitude e quisesse nunca mais me ver, esquecer que eu existia. Mas, não era bem isso que o destino apresentava pra mim. Ou seria pra gente?

Você está melhor?

Tentei agir naturalmente, como se não tivesse acontecido nada. Afinal tinha anos de experiência nesse mundo lésbico. Sabia que devia mostrar naturalidade e até um pouco de confiança.  Pra ganhar um pouco da dela.

Olhei fixamente e não menti.

Agora estou. Bem melhor!

E você está bem?

Estou…

Nós estávamos entre o misto de tímidas e com receio de iniciar a conversa que nos tinha posto ali: uma a frente da outra.

Fez-se um silêncio rápido entre nós onde apenas os olhares falaram. Então eu percebi que eu deveria tomar a iniciativa nesta conversa.

O que foi que aconteceu ontem à noite?

Eu tinha que ter certeza de tudo que tinha acontecido. Afinal não tinha muita idéia do que realmente tinha acontecido, na minha cabeça apareciam milhares de flashes de conversas, discussões, olhares, sensações tudo misturado e sem muito nexo. Eu só tinha certeza até certo ponto da história. Eu tinha tentado beijá-la, mas depois disso não tinha mais certeza de nada.

Você não lembra o que aconteceu ontem à noite?

Lembro, quer dizer lembro mais ou menos…

Tivemos uma conversa muito cheia de panos quentes, ela me contando como tinha deixado-a mais confusa. Que ela não sabia nem mais o que pensar…

Lu você não pensou na sua namorada? Porque você fez aquilo?

Eu ficava pensando comigo mesma como ela podia pensar na minha ex-namorada naquele momento. Naquele momento achei que o mais certo era concordar com ela pra não perdê-la de vez.

Você tem razão. Eu não podia fazer aquilo…

Eu concordava com ela, mas em minha opinião a única coisa onde errei foi o fato de ter tentado beijá-la no meio da rua, de estar bêbada. Porque se isso tivesse acontecido e se eu não conseguisse me lembrar eu juro que eu me mataria e ela também.

Depois que concordei com ela, percebi que ela ficou contrariada. Acho que ela queria que eu dissesse que não. Mas, bem já tinha dito e já estava feito. Até porque o destino nos preparava emoções muito maiores.

Você ia fazer isso comigo?

Isso o que?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.