Idas e vindas – Orgulho?

Idas_Vindas

Capítulo 27º – Orgulho?

Não tive cuidado ao falar estas palavras algo dentro de mim dizia que eu tinha que ter mais cuidado com ela, mas naquela hora realmente me senti ofendida e pus ali todas as verdades de mim que ela teimava em duvidar.

Ela me olhou perplexa, vi um brilho em seus olhos; como não pude perceber antes, ela tinha chorado, estava com raiva, muita raiva, mas existia ciúme, e sim existia muito amor. Mesmo assim, na sua tentativa frustrada de tentar me deter ou me reter a ela. Ela não sabia como agir e teria que ser eu quem tinha que saber o que fazer.

Tudo isso passava em minha cabeça, turbilhões, vendavais, tormentas, tudo. Mas, naquela hora eu não consegui ser racional, ela começou novamente a dizer alguma coisa, porem não esperei pra ouvi-las tinha dado as costas pra ela.

Ela não tinha me magoado, na verdade sair dali era meio     que uma fuga, se eu ficasse ali eu poderia perder minha razão e disser coisas que poderiam por em terra todo um esforço de tê-la pra mim, e isso eu não estava nem um pouco disposta a fazer.

Continuei caminhando e não olhei pra trás também não parei na sinuca, fui procurar minha mãe pra irmos embora, nesta altura eu já criara vários monólogos, um lado de mim defendia-a – ela não sabia como agir, ela não tem culpa, tem medo, precisa de tempo pra aceitar esse novo sentimento, não acha que você tem que ter mais calma com ela? – o outro lado dizia – mesmo que ela sinta tudo isso, ela deveria saber como eu sou, deveria me conhecer, como ela podia agir assim? Tão impulsivamente?

No fim não cheguei a nenhuma conclusão, só consegui sentir-me culpada e ao mesmo tempo frustrada. Agora eu sabia mais do que nunca que ela me amava e estava muito irritada comigo, tinha que pensar no que fazer.

Não dormi nada da noite. A temperatura caia e o que eu mais queria era estar com ela, poder conversar com ela, ver seu sorriso. Estava pior, se antes eu era apaixonada por ela hoje mais do que nunca eu amava perdidamente a ponto de cometer loucuras. Mas, estava em um dilema: o que deveria fazer?

 O dia amanhecera frio e eu ali, quer dizer meu corpo ali sem nenhuma reação ao que poderia fazer em relação a ela, minha cabeça não funcionava direito, não conseguia me concentrar na menor e mais simples tarefa. No fim desisti, Deus que escolha a forma correta por mim. E pode ter certeza Ele arranjou uma que eu jamais pude imaginar.

Passei à tarde na casa de uma amiga realmente passando ou matando o meu tempo, não queria ir lá a casa dela, eu não sabia como deveria agir se fosse lá, se a procurasse não saberia o que dizer e provavelmente eu estragaria tudo novamente.

Combinei com essa amiga pra irmos ao último dia de festa. Ela me achou muito estranha naquele dia, eu sabia que ela tinha percebido que eu não estava normal. Nada na minha cabeça, no meu jeito estava certo, mas também não me perguntou nada.

A noite chegou. Fui à festa encontrei essa amiga por lá, mas estava completamente absorta, não tinha certeza se ela iria ou não a festa. Então estava aflita, procurando, olhando para todos os lados. Foi quando a vi. Nossa ela estava linda. Não só linda ela estava perfeitamente maravilhosa tenho certeza que devo ter passado uns minutos inteiros olhando-a admirando a beleza que ela estava. Não consegui nem respirar direito, não sabia como fazer tinha medo de me concentrar em outra coisa e perdê-la de vista. Eu me alimentava de sua beleza, eu a admirava, desejava ardentemente tê-la em meus braços, queria mais do que nunca seu corpo no meu, seus lábios nos meus, queria descobrir o sabor que eles tinham céus esse sentimento tinha que ser aplacado logo ou explodiria de tanto desejo.

Não tenho certeza se ela me viu, mas meus minutos de felicidade instantânea foram tomados de mim. Ela estava se afastando eu ainda dei dois passos em sua direção foi quando me lembrei de nossa situação atual.

Estava atada a uma circunstância, o fato não era o que eu deveria fazer, pois isso eu já sabia, o lance era como eu faria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s