Um amor além da Amizade

UA³Paula e Letícia se conhecem desde a infância, foram criadas quase juntas, sempre foram bem próximas uma da outra. Amigas inseparáveis confiavam uma à outra seus segredos mais íntimos, as dores de amor, os sentimentos mais ocultos e futuramente um novo sentimento que logo iria surgir em seus corações.

 – ô mãe! Vê se não demora que eu não quero chegar atrasada hoje não! Uma hora dessas a Lê já deve ter ido.

 – Está estressadinha? Calma, Paula. Eu já estou indo. E vê se não esquece nada não! E olha, a Letícia avisou que iria com uma amiga dela, não se preocupe com a minha demora, ok!

 – Como assim? Não acredito que ela foi sem mim.

Sem nem mesmo se tocar Paula sente uma faísca de ciúme aflorar dentro de si, afinal todos os dias, desde que começaram a estudar, foram sempre juntas pra escola. E isso de alguma maneira a fez pensar diferente naquele dia.

Durante todo o caminho para a escola Paula se perguntava por que estaria tão chateada com Letícia. Até porque elas tinham muitas amigas e ela jamais sentira aquilo. Era como se estivesse sendo traída.

 – vamos Paula! Hoje você está com a cabeça nas nuvens hein!

 – o que mãe? Ah ta! Já estou indo. Beijo mãe!

 – beijo minha linda! Te pego no fim da aula. – Paula ainda falava com a mãe quando dois braços a enlaçaram por trás e um estalinho no rosto a surpreendeu.

Era Letícia que com seu sorriso maravilhoso e um rosto angelical veio cumprimentar a amiga.

Letícia é uma menina linda, morena clara, com olhos castanhos escuros e bem profundos, que eram capazes de emanar o amor só com um simples olhar. Dona de um corpo esbelto, mas onde já se via o início das curvas que a adolescência traz as meninas de 16 anos. Dona de um sorriso lindo que encantava a todos como a luz do sol nas manhãs de primavera, ela conseguia derreter o coração de quem quer que fosse com um lindo e belo sorriso.

 – posso saber por que a senhorita não me esperou hoje de manhã?

 – antes de você ralhar comigo quero primeiro que você tenha a notícia mais feliz desse ano! – Letícia falou radiante.

 – o que será de tão importante assim? Fala, mas fala logo por que eu já estou curiosa com todo esse suspense!

 – lembra que no início do ano eu fiquei com o Thiago?

 – lembro sim! E?

 – a prima dele passou lá em casa hoje e meu deu uma carona, disse que ele perguntou se dava pra gente ficar de novo. Não é o máximo?

 – hum… Claro que é né, você ficou tão afim dele. – completou Paula com pouco entusiasmo.

– o que foi? Não gostou da ideia? Não vi nenhum sorriso nesse rostinho lindo com a minha notícia maravilhosa! – Letícia brincava com Paula, mas ela não fazia ideia que por trás daquele rosto ainda pasmo com a notícia, havia várias dúvidas martelando a cabeça de sua amiga. Para Paula ouvir aquilo e sentir o que sentira a pouco, tinham-na deixada desconcertada. Ela sempre foi muito ciumenta e possessiva com as suas amigas, coisas e objetos, mas esse ciúme que estava sentindo repentinamente por Letícia era diferente. Era um sentimento ainda inexplicável.

Paula é uma garota de personalidade forte, decidida, branca dos olhos negros, não tão doce quanto os de Letícia, amiga para todas as horas, companheira e bastante fiel aos seus sentimentos e seus amigos. Dona de cabelos lisos e curtos, seus olhos faziam jus a sua personalidade: fortes e inabaláveis. Paula sabia muito bem onde queria chegar, devota a seus instintos, tinha uma paciência com pavio bem curto.

 – claro que eu gostei Letícia! – disfarçou – Tudo que te deixa feliz me faz feliz também sua boba! Vamos estudar que hoje eu estou a mil.

As duas foram pra aula rindo e felizes. Quem as via assim, caminhando juntas pelo hall da escola, jamais poderia imaginar que essa felicidade toda só existia da parte de Letícia, pois Paula tinha seus pensamentos em sérios apuros. Ela se encontrava em um turbilhão de pensamentos e emoções.

Durante a aula vários sentimentos povoavam e tiravam à atenção de Paula que não conseguia alinhar suas ideias. Ela tentava de todas as formas se concentrar, mas de nada adiantava. A única coisa que volta e meia surgia em sua mente era o porquê de todas essas sensações e o que elas significavam.

No fim da aula Cecília já esperava as duas meninas no estacionamento da escola. E com um sorriso no rosto cumprimentou Letícia.

 – oi Lê! Como você está?

 – Oi tia! Eu estou bem. E a senhora?

 – Ótima! Você não imagina a indignação da minha estressadinha quando eu falei que você não viria conosco pra aula. – Cecília e Letícia riam

 – eu imagino sim. Ela já despejou toda a sua fúria em mim mais cedo.

 – dá para as duas pararem de falar de mim. Lembrem-se eu estou aqui. Pega super-mal falar de uma pessoa quando ela está presente. – E as três riram juntas.

Cecília deu partida no carro com Letícia fazendo comentários brincalhões sobre sua amiga, Cecília ria de todos os comentários e Paula correspondia à situação com um sorriso sem graça. Sua cabeça encontrava-se repleta de dúvidas e confusões. E todas aquelas brincadeiras não estavam fazendo nada bem a cabeça dela. Tudo o que ela mais queria mesmo era o seu quarto, sua cama, um lugar onde pudesse tentar por suas ideias em ordem.

2 comentários sobre “Um amor além da Amizade

    1. Ola Izabela, estou publicando ele aqui, tive problemas com o site, mas estou continuando o trabalho na publicação. Basta vc acompanhar por aqui!
      Se inscreve no nosso site que vc recebe nossos posts no seu email

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s