Encanta-se

Se eu fugir, enfim, para onde iria?
Se o acaso lá fora deixa tudo sem cor.
E mesmo assim, todos os caminhos,
Estão todos bloqueados.

Assas. Precisaria de assas…
Para voar para bem distante
Onde houvesse somente eu.
Mas, há muito que somente existe eu na multidão.

Mesmo assim, é de assas que preciso
Para ir bem longe
E conhecer tudo aquilo que sonhei
Para ver tudo o que ainda me espera.

Às vezes, penso que precisaria de várias vidas
Para realizar tudo o que me pretendi fazer
Para ver tudo o que eu desejo ver
Provar de tudo o que minha alma anseia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.