Bancada evangélica faz manobra e inclui no texto da PEC 181/05 a proibição da interrupção da vida desde sua concepção, ou seja, o que tornaria o aborto um crime, e pasmem até mesmo em casos considerados legais hoje pela legislação brasileira, como em situação de estupro ou de risco de morte para a mãe.

A PEC 181/05 que tinha um objetivo de garantir a mulher que sofresse parto prematuro o direito a licença maternidade foi modificada e aprovada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados como um projeto que criminaliza o aborto em todos os casos. Votada na última quarta feira (08.11) e foi aprovada por 18 votos a 1.

Este projeto de emenda constitucional é uma violência às mulheres, torna crime o aborto em caso de estupro. o destino das mulheres vítimas de abuso sexual foi decidido hoje por 18 homens, na câmara dos deputados. Onde no brasil, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada!

Agora vamos a reflexão final:

Estupro não é tratado como crime grave, mas aborto em caso de estupro é!

Brasil hipócrita machista patriarcal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s